• Oficina de Patch Apliquê no Hospital Evangélico

    Oficina de Patch Apliquê no Hospital Evangélico

    Evento é uma das atrações do novembro Roxo, que chama atenção para a prematuridade

    A oficina de Patch Apliquê, umas das atrações da Semana em comemoração pelo Dia internacional da Sensibilidade da Prematuridade, celebrado anualmente em 17 de novembro, foi um sucesso tão grande que teve que ser dividido em duas etapas. Ao todo 29 mamães aprenderam a técnica de decorar tecido com tecido. “As participantes ficaram bastante interessadas em empenhadas. Foi muito legal”, comentou a Assistente Social Fernanda Benevenuto. Quem ministrou o curso foram as facilitadoras da Maria das Graças Dare, Alda dos Santos, Lúcia Tambara, Rosane Ferreira e Mirele Marques

    A oficina de Ponto Oitinho que seria nesta terça-feira, foi transferida para a próxima semana, com data ainda a ser definida. Porém a programação do Novembro Roxo continua e na quinta-feira terá uma tarde de beleza com a fotógrafa Valéria Vargas e na sexta o tradicional encontro dos prematuros.

    Saiba mais sobre a técnica

    Para fazer um patch apliquê básico, é preciso tecido de estampas diversas, papel termocolante, agulha, linha, ferro de passar e muita criatividade. Primeiramente, deve-se fazer um desenho no papel termocolante; feito isso, é passado o ferro em cima do tecido com o papel. Depois de colado, o tecido é recortado e costurado em caseado, diretamente onde deve ser aplicado. Depois é só casear e curtir seu trabalho pronto.