• Hospital Evangélico  presta homenagem aos doadores de sangue

    Hospital Evangélico presta homenagem aos doadores de sangue

    Como parte das comemorações haverá o Treinão pela  Vida

    Hospital presta sua homenagem aos seus doadores de carteirinha

    Às vezes é o medo da agulha.Outros falam que é porque não tem tempo ou porque ninguém nunca pediu. As justificativas são muitas. Mas para aquelas pessoas fieis, nada disso é empecilho na hora de doar sangue. Já saem de uma doação pensando na próxima.

    Assim tem sido a rotina de Estevão Galvão que há 20 anos é doador de sangue. Ele mesmo confessa que como a grande maioria das pessoas, doou pela primeira vez por causa do Tiro de Guerra. Mas tomou gosto pelo gesto de se dirigir ao Banco de Sangue mais próximo e hoje é uma prática que tornou -se parte de sua vida a cada três meses. “Antes ia somente quando alguém precisava. Agora não, vou sempre porque me faz bem,” disse.

    Mas apesar de ter muitos Estevãos por ai, os estoques do Banco de Sangue do Hospital Evangélico estão constantemente abaixo do considerado ideal. De acordo com a enfermeira Wanda Biterncourte, hoje, há uma média de 20 a 30 doadores por dia quando para atingir a meta deveria ser pelo menos 50. Ela destaca que a grande maioria dos doadores são homens, uma vez que as mulheres tendem a ter a porcentagem de glóbulos vermelhos (chamados hematócritos) baixos. “Isso acontece devido ao período menstrual”, explica.

    Neste ano, no período de janeiro até outubro, 71,73% dos doadores que efetivamente doaram foram homens. Já o percentual de mulheres não passou de 28,27%.

    Dia do Doador

    Todos os anos o Banco de Sangue do Hospital Evangélico celebra o dia 25 de novembro, que é o Dia Nacional do Doador de Sangue com eventos que chamem atenção da população em geral para a importância da doação regular de sangue. Este ano, durante esta semana, os doadores fidelizados estão recebendo homenagens.

    Um belíssimo café da manhã será oferecido para todos na véspera com a trilha sonora de Duda Felipe. E no dia, o Treinão pela Vida, levará inúmeras pessoas para correr e caminhar pela causa da doação de sangue. “O grande objetivo do treinão é unir esporte e saúde, visando conscientizar os participantes sobre a importância de doação de sangue regular e assim motivar a todos a se tornarem doares fieis,”explicou a assistente social Tatiana Alemonge.

    Ela ressalta que o Banco de Sangue do HECI atende diariamente 16 municípios do Sul do Estado e é um hospital referência em cardiologia, maternidade de alto risco e atendimento de onco-hematológico, ou seja, pacientes em tratamento de câncer, como leucemias e outras doenças do sangue.