• Câncer e sol podem sim combinar

    Câncer e sol podem sim combinar

    Janeiro chegou ao fim, porém o verão ainda continua. E este ano estamos enfrentando uma estação com temperaturas muito altas que estão provocando alertas em todas as esferas de saúde. Um dessas, a oncologia, tem gerado algumas dúvidas em torno do que o paciente oncológico pode ou não fazer para curtir de tudo que o verão oferece sem prejudicar o tratamento.  “Uma dúvida recorrente dos pacientes é saber pode ir à praia. E a orientação é que sim, mas com uma proteção redobrada”, explica a oncologista Sabina Aleixo.

    Essa “proteção redobrada” a que ela se refere é fazer uso de roupas com proteção solar, ficar o maior tempo possível à sombra, pegar sol nos horários de menor incidência, ou seja, antes das 10h e após as 16h e usar o filtro solar com fator mínimo 15 no corpo e o maior na face. O banho de mar ou piscina são liberados, desde que o paciente esteja protegido contra a incidência solar.  Mas é importante conversar com o médico antes de ir à praia ou piscina, pois somente ele pode avaliar o quadro clinico do paciente e liberá-lo ou não. Caso contrário, deve-se evitar a exposição ao sol ao máximo.

    O médico radio oncologista Bruno Resende recomenda ainda mais moderação na exposição ao sol. “O paciente em tratamento na radioterapia deve evitar o sol diretamente na área irradiada e utilizar hidratante de pele prescrito pelo médico rotineiramente”.  

    Além de se proteger do sol, o paciente oncológico em tratamento na quimioterapia deve beber muita água. Aliás, essa é uma dica de ouro para todo mundo. Mas para a pessoa com câncer, o ideal é beber pequenas quantidades e muitas vezes ao longo do dia. É extremamente importante manter o organismo hidratado, pois o corpo perde hidratação durante a quimioterapia e isso pode prejudicar a saúde.

    Outros cuidados no verão durante a quimioterapia é prestar atenção na alimentação. Alimentos frescos e crus devem ser consumidos apenas em casa, e somente após uma cuidadosa preparação. É importante evitar consumir saladas e frutas na rua, pois como esses alimentos não são cozidos, eles não passam por um processo que elimine os microrganismos e podem acabar trazendo uma contaminação.